[Ruroracing] Votação para o 1º carset

Tópicos em 'Ruroracing' iniciados por Dani, 18/1/20.

?

Que carset desejam, no Ruroracing, para reiniciar os torneios?

Votação terminada 21/1/20.
  1. 1976

    0 voto(s)
    0,0%
  2. 1984

    6,7%
  3. 1990

    20,0%
  4. 1993

    33,3%
  5. 1998

    6,7%
  6. 2005

    26,7%
  7. 2016

    0 voto(s)
    0,0%
  8. 2017

    0 voto(s)
    0,0%
  9. 2018

    0 voto(s)
    0,0%
  10. 2019

    6,7%
  1. Dani Administrador
    Administrador Portista

    Registado em:
    3/10/12
    Mensagens:
    27.943
    Gostos Recebidos:
    1.798

    Prémios 2019:
    User mais prestável • Melhor update-maker • Moderador do Ano • Melhor update • Projeto do ano
    F1 1976 - Para quem viu o filme "Rush", certamente este ano é familiar. Rivalidade intensa entre os saudosos Niki Lauda e James Hunt, com Hunt a levar a melhor. A temporada ficou marcada pelo acidente grave de Lauda no GP da Alemanha, no perigoso circuito de Nordschleife, onde Lauda ficou com graves queimaduras no corpo.

    F1 1984 - Estreia de Ayrton Senna na Fórmula 1, esta temporada fica marcada pelos brilharetes do brasileiro, sobretudo no GP do Mónaco, com o mítico Galvão Bueno a ejacular-se em directo com a manobra de Senna sob Niki Lauda. 1984 ficou também marcado por ser o último título de Lauda, vencendo com 0.5 (!) pontos de vantagem sobre Prost.

    F1 1990 - A rivalidade mais épica da história da Fórmula 1 teve o seu culminar nesta temporada. Em Suzuka, Senna colide propositadamente em Prost e ganha o seu 2º ceptro do campeonato mais desejado do automobilismo mundial.

    F1 1993 - A última temporada em que Senna e Prost batalharam nas pistas foi nesta temporada. Várias corridas em que os dois disputaram roda-a-roda a liderança, mas foi a Williams FW15C que levou a melhor. O génio de Adrian Newey veio ao de cima, com a revolução da electrónica na categoria-rainha do automobilismo, a ter o seu pináculo nos carros azuis, amarelos e brancos da equipa de Grove. Foi também nesta temporada que Schumacher passou de promessa, a grande candidato a maiores voos.

    F1 1998 - Já sem Senna mas com Schumacher a revelar-se ser o melhor piloto da categoria, isso provou não ser o suficiente para conquistar o título. Mais uma vez, o génio Adrian Newey revelou ser fulcral. A McLaren resgatou-o à Williams. Mas como Newey não conduzia, eram preciso pilotos para conduzir a máquina que o designer montou. Para isso, Hakkinen (e Coulthard mas...) mostrou nesta temporada que não era um mero piloto azarado mas sim, um sério candidato ao título. Venceu-o, com 14 pontos de vantagem sobre o alemão da Ferrari.

    F1 2005 - A primeira temporada sem termos o domínio da Ferrari. A temporada de 2005 é lembrada como a resposta para uma das maiores perguntas da F1. O carro mais rápido sempre vence? A resposta é não. A McLaren rápida, mas não confiável, não conseguiu levar de vencida o carro não tão rápido mas confiável da Renault, com um talento a desabrochar chamado Fernando Alonso. Esta temporada também ficou marcado pelo GP de Indianápolis, onde, apesar de termos tido apenas 6 carros em pista, Tiago Monteiro conseguiu o primeiro e único pódio português da categoria.

    F1 2016 - A grande rivalidade da década foi entre Hamilton e Rosberg. Os dois pilotos da Mercedes pilotaram no limite (e além do limite!) mas foi o alemão que levou a melhor, retirando-se de seguida. Destaque também para o adolescente Verstappen, que conquistou a sua primeira vitória na primeira corrida pela Red Bull, na Catalunha.

    F1 2017 - Sem o campeão em título (Rosberg) presente, Bottas foi o chamado para substituir o alemão. Mas sem qualquer tipo de ameaça para Hamilton, o maior perigo veio da Ferrari. Vettel, que tinha tudo para ser campeão, colidiu na Singapura, atirando o título (e o tetra) para o colo do inglês.

    F1 2018 - Os carros mais rápidos de sempre a par dos de 2017 e 2019, mais uma vez, a luta pelo título foi entre Hamilton e Vettel. Uma série de erros do alemão deram o penta ao talento de Lewis Hamilton.

    F1 2019 - A última temporada da vida real foi a primeira sem o espanhol Fernando Alonso, determinado a conquistar a "triple crown" (vitória nas 24 horas de Le Mans, GP Monaco de F1 e as 500 Milhas de Indianapólis). Com isso, esperava-se mais um duelo entre Hamilton e Vettel, mas a Mercedes (como sempre), construiu um super carro que deu o "hexa" ao inglês, que ameaça bater todos os recordes (mesmo o de títulos! - 7, de Michael Schumacher). Destaque para as performances super positivas de Verstappen, Leclerc e Sainz.
     
    #1